Estruturas da gramática: MAKE AND DO

Neste post vamos aprender a diferença entre os verbos make e do. Como ambos possuem a mesma tradução, isto é, tratam-se de duas formas correspondentes ao verbo “fazer“, é importante prestar bastante atenção quanto ao uso de cada um. Por esse motivo, o termo fazer” é considerado um dos mais complicados na língua inglesa. 

Já que make e do possuem mesma tradução, a melhor estratégia para aprender a diferença entre os dois verbos é aprender as colocações mais utilizadas no cotidiano. Portanto vamos estudar os casos.

Uso de make:

Primeiramente, vamos analisar o verbo make. Este verbocuja tradução principal é “fazer”, é irregular na língua inglesa. Por isso, no passado simples e no particípio passadosua conjugação é made 

Como visto acima, esse verbo é utilizado com o sentido de “produzir” algo, “fabricar” ou “criar”  alguma coisa. Além disso, ele é utilizado, na maioria dos casos, para se referir a algo que já foi feito, no passado, e alude principalmente a coisas materiais.   

Exemplos do uso de make: 

I. Tifany made a delicious cake. 

(Tifany fez um bolo delicioso) 

 

II. I made a list for your party. 

(Eu fiz uma lista para os sua festa) 

 

 III. My dog doesn’t make any mess. 

(Meu cachorro não faz nenhuma bagunça) 

 

Uso de DO

De modo geraltraduzimos o verbo “to do” como “fazer. Além disso, ele também é um verbo irregular. Por isso, no presente simplesusa-se do/does. Já no passado simples, usa-se did. E, no particípio passado, usa-se done. Mas, diferente do verbo make, seu uso está relacionado à realização de ações.  

Exemplos do uso de do: 

I. We did our dinner together. 

(Nós fizemos nosso jantar juntos)

 

II. What will you do tomorrow early morning? 

(O que você fará amanhã bem cedo?)

 

III. Can you do me a favor?

(Você pode me fazer um favor?)

 

Confira outros artigos relacionados:

Como se fala em inglês: ABANDONAR O BARCO

Como se fala em inglês: “A TODO VAPOR.”

Close

50% Complete

Dois passos

Lorem ipsum dolor sente-se no meio, consolida um adipiscante de elite, seduzindo ou modificando temporariamente o trabalho e a alíquota de mais dolore.